A ressaca

0

Era para ser um campeonato interfaculdades, que reuniria no Parque Monsenhor Bruno Nardini alunos dos cursos da área de computação de todo o Brasil, mas o que se viu em Valinhos no último final de semana foi uma sucessão de erros e infantilidades, que colocaram a cidade sob os holofotes da crítica.

Não há dúvida de que os maiores erros foram cometidos pelos estudantes universitários, que, sob a cortina da realização de um campeonato esportivo e cultural, organizavam na verdade uma grande festa regada a muita bebida e excessos dos mais diversos tipos, chegando à inimaginável guerra de rojões.

Mas são evidentes também as falhas da Prefeitura Municipal de Valinhos ao não  prever e prevenir o ocorrido.

A responsabilidade em manter o espaço público em ordem, mantendo em segurança tanto as pessoas, quanto as próprias dependências físicas, não é delegável a ninguém, sendo de total responsabilidade da prefeitura a supervisão do que ocorre dentro do Parque Monsenhor Bruno Nardini.

Se a prefeitura não tem condições de prestar os serviços de segurança para um evento da natureza e do porte do Intercomp, deve-se exigir que os organizadores apresentem um plano de segurança, e contratos com empresa de segurança particular e de ambulância, sob pena de o mesmo não acontecer.

Da mesma forma, é imprescindível a presença de uma pessoa responsável por supervisionar a realização do evento, garantindo que não se perca a finalidade do mesmo, ou que se descumpram as normas de utilização do espaço.

De todo o ocorrido, apenas uma decisão correta foi tomada: o cancelamento das atividades, visto que a empresa organizadora, KN Eventos, não tinha condições de oferecer a segurança necessária para a continuidade das atividades dentro de uma normalidade aceitável.

Fica o alerta para uma cidade que tem a intenção de ser um polo turístico: a coisa pública não admite mais gambiarras, é essencial o profissionalismo.

 

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome