Coletivo de Capoeira promove roda mensal neste sábado no CACC

1

A atividade é aberta ao público, porém os organizadores pedem a doação de um quilo de alimento

O Coletivo de Capoeira de Valinhos promove sua roda mensal neste sábado (22), das 13 às 18 horas, no Centro de Artes Cultura e Comércio (CACC) Adoniran Barbosa. A atividade conta com o apoio da Prefeitura por meio da Secretaria de Cultura e Turismo.

“A proposta é divulgar e preservar a prática da capoeira, uma manifestação brasileira considerada Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade pela Unesco”, disse a secretária da Pasta, Ângela Giardelli.

Haverá vivência com o contra mestre Pingo e participação do grupo Maculelê e da Associação Cultural de Capoeira Novo Tempo. A programação contará ainda com roda infantil, toque de canjiquinha, samba duro de canjiquinha, samba de roda, apresentação de lavadeiras, angola em gege de canjiquinha, entre outros.

“É uma atividade de todo o coletivo da capoeira; porém, mensalmente, revezamos o grupo responsável pela parte didática da apresentação do coletivo, com a proposta de transmitir os diversos conhecimentos da capoeira e as diferenças que cada grupo possui”, explicou um dos coordenadores do Coletivo da Capoeira de Valinhos, Melk Alves.

A atividade é aberta ao público, porém os organizadores pedem a doação de um quilo de alimento não perecível que será revertido para o Fundo Social de Solidariedade.

Fonte: PMV

 




1 Comentário

  1. As atividades podem e devem ser realizadas no CACC, desde que todos os participantes, organizadores dos eventos respeitem o limite de som, o que não veem acontecendo. A cidade não tem um lugar apropriado para lazer (teria , onde é realizado a festa do figo) não sabemos porque o espaço não é bem mais aproveitado.

    Não existe “lei do silêncio”, o que existe é a lei de contravenções penais artigo, “Art. 42. Perturbar alguém o trabalho ou o sossego alheios:

    I – com gritaria ou algazarra;

    II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;

    III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;

    IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda:

    Pena – prisão simples, de quinze dias a três meses, ou multa, de duzentos mil réis a dois contos de réis.

    portanto não há uma hora determinada que vá pessoa possa utilizar utilizar o som alto, a qualquer hora do dia ou da noite dependendo do volume que a pessoa utilizar o aparelho de som com volume que venha a perturbar o sossego e com isso incomodar os vizinhos estes poderão solicitar a presença da policia para lavratura do do Boletim de ocorrência para uma posterior ação penal contra aquele que é causador da pertubação.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome