Ato em frente à Prefeitura decidiu pela criação de uma comissão contrária as medidas do atual Presidente

Mais de cem pessoas estiveram presentes, na noite desta sexta-feira (28), em frente à Prefeitura de Valinhos para protestar contra as reformas impostas pelo presidente Michel Temer. O ato faz parte do dia de Greve Geral, movimento organizado pelos grupos “Frente Brasil Popular” e “Povo sem Medo” que, juntos com frentes sindicais de diversas categorias, deliberaram, para hoje, uma movimentação que paralisou trabalhadores por todo o país.

Em Valinhos não foi diferente. Com um carro de som, munícipes valinhenses célebres, representantes sindicais, professores da rede estadual e particular da cidade, advogados e líderes de entidades trabalhistas da região discursaram para os que estavam presentes e manifestaram a importância do dia 28 de abril para a história do Brasil.

Bradando constantemente “Fora Temer”, o público presente criticou as reformas que vem sendo implantadas após o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, que incluem a Reforma Trabalhista, aprovada na Câmara dos Deputados na última quarta-feira (26); a Reforma do Ensino Médio, já sancionada pelo Presidente em fevereiro deste ano; a Reforma da Previdência que ainda não passou por votação; além do Projeto de Emenda Constitucional 241 – PEC 241 – que congela os gastos pelos próximos 20 anos em setores cruciais para a sociedade, como Saúde e Educação.

No mesmo ato, foi deliberada – escolhida – a data para um encontro de pessoas interessadas em criar um comitê que apoie os movimentos contrários ao governo Temer e às suas medidas. O nome do comitê será “Nenhum Direito a Menos” e a reunião acontecerá na quinta-feira, dia 11 de maio.

1 Comentário

  1. Sugiro que esses deputados jamais ocupem cargo público..pois não nos representam em nada..felizmente seus dias estão contados..acorda brasillllllll…

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome