Fonte Sônia: Conselho de Defesa do Patrimônio analisa aprovação de condomínio

1
Foto: Jader Morais

Juliana Rita Fleitas, presidenta do Conselho, convoca reunião para o dia 19 de março

O Boletim Oficial da Prefeitura de Valinhos traz na sua edição desta terça-feira (13) o edital de convocação da reunião ordinária do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Cultural de Valinhos.  A convocação é assinada pela presidenta do Conselho, Juliana Rita Fleitas, e a reunião é marcada para o dia 19 de março de 2018, às 19h, no Auditório da Casa dos Conselhos, localizado na Vila Boa Esperança.

Na ORDEM DO DIA da convocação consta, em seu ítem IV, a análise da aprovação do condomínio na antiga Fonte Sônia.

-publicidade-

Loteamento da Fonte Sônia

Após a reorganização do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Cultural, do Conselho Municipal do Meio Ambiente e do Conselho Municipal do Desenvolvimento Urbano, o governo de Orestes Previtale (MDB) retoma o encaminhamento da aprovação do loteamento da antiga Fazenda Fonte Sônia, que poderá se transformar no Condomínio Quinta das Águas.

Edital de Convocação da reunião do CONDEPAV

Movimentos de ambientalistas, a Ordem dos Advogados, a Associação de Engenheiros e Arquitetos, além da Associação de Preservação Histórica de Valinhos, já se manifestaram contrários ao empreendimento, alertando para a ameaça de dano aos mananciais de água e ao caos urbano que poderá resultar da implantação de milhares de lotes de terreno naquela região.

Outros temas da pauta do CONDEPAV

Além da questão do loteamento da Fonte Sônia, a pauta da Ordem do Dia da reunião do dia 19 de março, contém os seguintes assuntos: I – Falecimento do artista Catui; II – Abandono da Praça Washington Luiz; III – Abandono do antigo prédio da Câmara Municipal; IV – Análise da aprovação do condomínio na antiga Fonte Sonia; V – Furto no Museu Haroldo Pazzinatto; VI – Ofícios não respondidos; VII – Assuntos gerais

 

 

1 Comentário

  1. Fazenda Fonte Sônia é considerada pelo atual plano Diretor, área rural. Caberia aos seus proprietários e governantes viabilizarem a manutenção da sua finalidade dentro dos preceitos da lei !

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome