Jornal de 32 páginas exalta o primeiro ano do governo Orestes

0

Informativo foi produzido pelo diretório municipal do partido Democratas (DEM) de Valinhos, com tiragem de 35 mil exemplares, ao custo de R$ 25.960,00

Embora seja filiado ao MDB, o prefeito Orestes Previtale teve o seu primeiro ano de mandato destacado como tema único de um informativo produzido pelo diretório municipal de Valinhos do partido  Democratas (DEM).

Um jornal impresso com 32 páginas e uma tiragem de 35 mil exemplares, foi distribuído ao amanhecer deste sábado (27) nas residências dos valinhenses.

-publicidade-

Com direito a entrevista do Prefeito ocupando duas páginas, a publicação repete a mesma forma de comunicação das administrações anteriores, com um material carregado de textos longos, repleto de autoelogios e espírito ufanista.

Informativo do Diretório Municipal do partido Democratas (DEM)

Crise econômica nacional e gestões anteriores irresponsáveis

Em seu Editorial o informativo confirma o discurso predominante em quase todas os pronunciamentos públicos do chefe do executivo e dos seus secretários: “Passamos por um ano muito complicado. A crise econômica nacional e as gestões irresponsáveis que se sucederam em Valinhos por muitos anos comprometeram a Prefeitura e deixaram a cidade em condição extremamente delicada”, diz o texto.

Entrevista confirma o estilo “mão-de-ferro” e alheio às críticas

As duas páginas centrais do jornal foram destinadas a uma entrevista do Prefeito Orestes Previtale em que ele aborda desde o anúncio da instalação de quatro novas Unidades Básicas de Saúde, passando pela “crise” com os ambulantes, até as críticas de perfis falsos nas redes sociais da internet.

“Não estou preocupado em governar para as próximas eleições” (Orestes Previtale)

Ao ser indagado como tem sido a sua experiência pessoal de governar a cidade, Orestes respondeu com o seu peculiar estilo mão-de-ferro e alheio às críticas: “Como disse uma vez um importante estadista, não estou preocupado em governar para as próximas eleições. Estou preocupado em governar para as próximas gerações. Temos que governar pensando em nossos filhos, em nossos netos. O futuro depende daquilo que nós fazemos agora. O político que governa pensando em ser reeleito está fadado ao fracasso, ele vai governar atendendo a interesses mesquinhos, e não às necessidades da sociedade.”

O informativo, no entanto, não traduz em detalhes as principais dificuldades da administração pública, por exemplo, as origens de suas dívidas, a falta de planejamento urbano, a nomeação política do quadro de comissionados, a ameaça ao meio ambiente através da opção de avanço dos empreendimentos imobiliários e suas consequências.

O DEM pode ser a opção de troca de partido

É sintomático que o “jornal” tenha sido produzido pelo Diretório Municipal do DEM, que na Câmara Municipal possui dois vereadores que integram a base do Prefeito, Aldemar Veiga Júnior e Rodrigo Tolói.

Este fato reforça a tendência de que Orestes Previtale deve mesmo deixar o partido pelo qual foi eleito, sobretudo motivado pela derrota da disputa interna no diretório municipal do MDB em que o prefeito foi vencido pelo grupo do ex-prefeito Marcos José da Silva, além de confirmar que o DEM pode ser um dos prováveis destinos.

Leia também:

Convenção do PMDB: Marcos derrota Orestes por 235 a 179

Rachado, o PMDB pode decidir o futuro da sua maior liderança




Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome