A concessionária cobrará tarifa da população pelos serviços prestados.

O Prefeito Orestes Previtale (PMDB) encaminhou à Câmara de Vereadores, nesta terça-feira (6), com pedido de urgência, um projeto de lei que dispõe sobre a concessão de uso do Cemitério São João Batista.

O contrato de concessão da administração do cemitério poderá ter um prazo de até 30 anos de duração.

O artigo 8º do Projeto de Lei prevê que a “remuneração da concessionária dar-se-á por meio de cobrança de tarifas, diretamente dos usuários, em decorrência do serviço público concedido.”

Segundo informações obtidas pelo Pé de Figo, a “privatização” do cemitério possibilitará à empresa contratada a intervenção nos serviços intermediários, tais como, limpadores de túmulos, comércio de flores e outros produtos.

Em 2015, Orestes era vereador e votou contra a mesma proposta

A mesma proposta de “privatizar” o cemitério foi apresentada pelo ex-prefeito Clayton Machado (PSDB) em dezembro de 2014.

A matéria foi discutida no ano de 2015 e o então vereador, Orestes Previtale, votou contra a proposta que precisava obter a aprovação de dois terços dos vereadores.

Orestes Previtale era o presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos e deixou, inclusive, de assinar o parecer emitido pela comissão quanto ao mérito da propositura.

No plenário, na sessão ordinária de 17/03/2015, o projeto obteve 6 votos contra e 11 a favor, sendo, portanto, rejeitado por não ter alcançado os 12 votos necessários.

Votaram a favor do projeto os vereadores Dinho, Veiga, Cesar Rocha, Edson Batista, Dr. Moysés, Henrique Conti, Kiko Beloni, Lorival, Paulo Monteiro, Rodrigo Popó, Tolói.

Votaram contra: Tunico Soares, Giba, Scupenaro, Pedro Damiano, Léo Godói e Orestes Previtale.

Assine o abaixo assinado: Prefeito Municipal de Valinhos, Orestes Previtale Júnior, Mais Taxas, Nem Morto!

Leia também:
Pé de Figo debate: a “privatização” do cemitério
Vereadores aprovam em primeira discussão a “privatização” do cemitério
Mais Taxas, Nem Morto: movimento questiona “privatização” do cemitério

 

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome