Presidente do Daev afirma que o sistema ainda perde 34% da água tratada

0
O presidente do Daev, Pedro Inácio Medeiros

Pedro Medeiros ocupa a tribuna, destaca redução de perdas no sistema de abastecimento de água e prevê baixar o percentual para 25%

A convite dos vereadores, o presidente do Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos, Pedro Inácio Medeiros, ocupou a tribuna da Câmara, na sessão desta terça-feira (17), para fazer um balanço das ações desenvolvidas na autarquia nos últimos meses. Um dos pontos destacados por ele foi a redução de perdas no sistema de abastecimento de água, de 38% para 34%. A meta a médio prazo, segundo Medeiros, é baixar ainda mais o percentual para 25% com os investimentos que serão feitos pelo DAEV.

Entre as medidas adotadas para atingir essa meta, Medeiros citou a troca de 10 quilômetros de rede na região do Castelo, que já teve a licitação concluída, e a troca dos hidrômetros, que deve ser feita em breve. “Temos uma licitação já autorizada para comprar medidores e começar a trocar os hidrômetros de acordo com as prioridades (…) Se um medidor está funcionando mal, na hora de composição da tarifa, acaba penalizando todo mundo. Se o medidor está bom, a tarifa é mais igualitária”, ressaltou.

-publicidade-

O presidente do DAEV também falou sobre o trabalho preventivo feito para evitar inundações e enchentes na cidade, como a recuperação de sistemas de drenagem e a limpeza de galerias. Sobre o desassoreamento da lagoa do Centro de Lazer do Trabalhador, Medeiros afirmou que há tratativas com o Governo do Estado, mas que já se cogita fazer o serviço até mesmo com recursos próprios, caso não venha a ajuda estadual. “O Governo do Estado, em questão de saneamento, ainda investiu pouco na cidade (…) Penso que em 2018, de uma forma ou de outra, a gente vai resolver isso, nem que a gente tenha que economizar um pouco mais, mais do que já estamos fazendo”, disse.

O protocolo de intenções assinado com a Sanasa, de Campinas, que vai possibilitar investimento na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Capuava para melhorar a qualidade do efluente lançado no Ribeirão Pinheiros, foi outro assunto tratado por Medeiros. Ele explicou que o acordo beneficia as duas cidades. “Nós temos problemas comuns. Nosso tratamento de esgoto na ETE Capuava repercute na captação de água da cidade Campinas, então estamos conversando para chegar em soluções comuns. Estamos em um diálogo bem avançado”, informou.

Pedro Inácio Medeiros falou ainda sobre mudanças administrativas no DAEV e redução de custos com a contratação de mão-de-obra prisional para fazer a manutenção dos prédios e áreas públicas. “Eles vêm diariamente para a cidade e estão fazendo um ótimo trabalho, ajudando a gente a limpar a cidade de uma forma extremamente econômica”, afirmou.

O atendimento ao público do DAEV, que foi centralizado em um único prédio, na Avenida Onze de Agosto, foi apontado pelo presidente Medeiros como uma forma de levar mais conforto e agilidade nos serviços aos usuários.  “É uma resposta à população que paga a tarifa e precisa ser atendida em um local mais adequado”, explicou.

Ao finalizar a apresentação, o presidente do DAEV concluiu que há desafios a serem enfrentados na autarquia. ““Nosso trabalho é desafiador, mas o retorno que estamos tendo é muito positivo”, finalizou.

 Fonte: CMV




Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome