Retratos de Araçatuba

0

Acabo de chegar de Araçatuba onde na última sexta-feira dei uma palestra sobre fotografia no belíssimo Espaço Cultural Fábrica da Arte, criado pela artista plástica Fernanda Russo (que já expôs aqui em Valinhos em algumas ocasiões, como no projeto apropri(AÇÃO), realizado no CACC em 2006 e na exposição comemorativa aos 10 anos do Espaço Cultural Ana Massara, em 2013) e pelo seu marido, o músico Márcio Kadá. Trata-se de um espaço multiuso (no melhor sentido da palavra) que promove variados eventos culturais, como exposições, shows, apresentações de dança, teatro, oficinas, palestras, lançamentos de livros e muito mais.

Há em Araçatuba uma cena cultural interessante, acho que muito em função da localização geográfica da cidade, de um certo isolamento em relação a outros grandes centros culturais do estado, e do país, que meio que obrigou a cidade a não depender demais daquilo que vem de fora, o resultado disso é uma boa produção cultural local, principalmente em música, que circula pela cidade e região, impulsionada pela vibrante vida noturna local.

Há ali uma infinidade de opções de lazer e cultura, bares, restaurantes, casas noturnas, teatros, que fazem com que as pessoas tenham o hábito de sair de casa e aproveitar a cidade. Mesmo em casa dorme-se tarde em Araçatuba, o que para mim, acostumado com a pouca vida depois das dez em Valinhos, não é lá tarefa muito fácil ir dormir as duas, três horas da manhã.

Fui à Araçatuba acompanhando o projeto Retratos Brasileiros, do fotógrafo Tomás Cajueiro, de Valinhos, que depois seguiu viagem para Presidente Prudente e outras cidades daquela região, e no qual sou curador das exposições que serão realizadas no segundo semestre em três cidades do estado. Esse projeto tem me dado a oportunidade de conhecer e conversar com muitas pessoas, com histórias incríveis, que não deixa dúvidas de que o brasileiro, mesmo com todos os seus defeitos, ainda é um povo bom, generoso, acolhedor e batalhador.

Um outro compromisso que tive na cidade foi conhecer o MAAP – Museu Araçatubense de Artes Plásticas, onde, em uma reunião com a Secretária da Cultura, Tieza Marques de Oliveira, ficou agendada uma das exposições do projeto Retratos Brasileiros para o mês de outubro no museu (as outras duas acontecerão em setembro no Museu Histórico Sorocabano em Sorocaba e em novembro na Galeria de Arte Braz Cuba em Santos). Em Valinhos está prevista uma exposição especial, ainda sem data, só com retratos de valinhenses.

Aproveitando a oportunidade para já fazer o convite, entre os dias 11 e 14 de maio acontecerá uma edição especial do projeto Ocupe.Arte:Valinhos em uma parceria com o estúdio de tatuagem do tatuador e artista plástico Alan Albertino, o Oca Tattoo Studio, localizado na avenida Invernada. Trata-se de uma edição menor do projeto que foi realizado em janeiro no prédio da Aguazul Piscinas na avenida dos esportes. A exposição terá a participação de oito artistas, sendo sete de Valinhos, Alan Albertino, Alexandre Filiage, Amanda Barroso, Andressa Turchesi, Camila Pedrassoli, Rodrigo Soares, Vinicius Visentini e um de Santos, Nego Nato. A proposta continua sendo a mesma, a utilização de espaços que estejam vagos para realizar exposições de arte. Para saber mais visite a página do projeto: facebook.com/ocupe.arte

Como não estava aqui nesses dias não pude acompanhar o Circuito SESC em Valinhos. Deve ter sido bom, fui no de 2016 e gostei bastante.

Genivaldo Amorim é artista plástico e produtor cultural.

 

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome