𝗔𝗰𝘂𝘀𝗮𝗱𝗮 𝗱𝗲 𝗳𝗮𝗹𝘁𝗮𝗿 𝗰𝗼𝗺 𝗼 𝗱𝗲𝗰𝗼𝗿𝗼 𝗽𝗮𝗿𝗹𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗮𝗿, 𝘃𝗲𝗿𝗲𝗮𝗱𝗼𝗿𝗮 𝗮𝗹𝗲𝗴𝗮 𝗽𝗲𝗿𝘀𝗲𝗴𝘂𝗶𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗽𝗼𝗹𝗶́𝘁𝗶𝗰𝗮.

Com grande presença de público e após 12 horas de reunião, a Câmara Municipal de Vinhedo aprovou, nesta segunda-feira (21), por 10 votos a 3, a cassação da vereadora Chris PC (MDB).Segundo a denúncia, a parlamentar teria utilizado indevidamente o plenário para ataques contra outro vereador.

Os membros da Comissão Processante foram escolhidos por meio de sorteio na própria sessão e que houve a abertura da CP, sendo composta pelo presidente da Comissão, o vereador Márcio Melle (PSDB); relator Rodrigo Luglio (Solidariedade) e pela vereadora membro Inês Diogo (MDB).

Chris PC é esposa do vice-prefeito Edson PC. Ambos foram eleitos na chapa do Prefeito Dr. Dario Pacheco (PTB) e romperam com o governo nos primeiros meses do mandato, passando a fazer ferrenha oposição.

Com faixas e cartazes, populares apoiadores da vereadora protestaram denunciando machismo e violência contra a mulher.O episódio entra para a história de Vinhedo como primeiro caso de cassação política aprovada na Câmara Municipal.

Chris PC diz que vai reverter a decisão na Justiça.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome