Uma criança de 7 anos foi vítima de linha de pipa com cerol dentro de um condomínio de Valinhos. A Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionada por volta das 12h45 do sábado (13) e registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, que vai investigar o caso. A linha cortou o pescoço do menino, que não precisou de atendimento médico.

“Foi um corte extenso. Por pouco o ferimento não foi grave”, disse o comandante da GCM de Valinhos, Sidnei Aureliano. Segundo ele, a mãe da criança comentou que o uso do cerol é comum no condomínio, embora seja ilegal. “Uso de cerol é crime”, alegou. O caso foi registrado como lesão corporal culposa e a investigação busca identificar os responsáveis.

Aureliano comentou que a CGM de Valinhos está realizando a Operação Cerol justamente para coibir o uso de cortantes em pipas. “A GCM está percorrendo constantemente todos os bairros, muitas linhas e carretéis contendo algum tipo de cortante estão sendo apreendidas”, disse.

O comandante da GCM informou que os moradores podem contribuir com a Operação avisando a Guarda quando virem pessoas soltando pipas contendo algum tipo de cortante, no telefone de emergência da GCM através dos números 153 ou 3869-3535.

O uso do cerol é considerado crime penal capitulado nos artigos 129, 132 e 278 do Código Penal Brasileiro, além do artigo 37 da Lei das Contravenções Penais. Em caso do uso do cerol por crianças ou adolescentes, eles podem ser apreendidos e encaminhados às autoridades competentes. O adulto que fizer uso do cerol será conduzido, com o material, até a autoridade judiciária, podendo inclusive ser preso.

Fonte: PMV

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome