Ingrid Souto e o Secretário da Educação, Zeno Ruedell.
-publicidade-

Ingrid foi escolhida para ser uma das 50 integrantes do programa norte-americano Jovens Embaixadores 2018, concorrendo com 23 mil inscritos.

A estudante Ingrid Souto,de 15 anos, representante de Valinhos no programa Jovens Embaixadores 2018 da ONU, viaja nesta terça-feira (9) para os Estados Unidos para  participar de um programa de aprendizado voltado para a área social. Ela vai ficar três semanas no país e participar do desenvolvimento de um programa especial nessa área.

Antes de embarcar, ela esteve na Prefeitura de Valinhos, onde foi recepcionada pelo prefeito Orestes Previtale e o secretário de Educação, Zeno Ruedell, acompanhada da mãe, Carolina, e da irmã, Anabell. O prefeito fez questão de parabenizar o esforço da estudante, que já frequentou a EMEB Cecília Meireles, no Jardim Paraíso. “Parabéns e aproveite a oportunidade”, desejou o prefeito. Ingrid é a única representante da RMC (Região Metropolitana de Campinas).

-publicidade-

Já o secretário de Educação lembrou do significado da participação da estudante no programa. “Tem um significado muito especial. Além de ser um programa que se preocupa com o próximo, a ida da estudante representa que todos devem acreditar e correr atrás dos seus sonhos”, disse Ruedell. Ingrid se prepara para participar do programa desde os seus dez anos.

Programa – Na ocasião, o secretário entregou uma pequena lembrancinha à estudante. Ingrid foi escolhida para ser uma das 50 integrantes do programa norte-americano Jovens Embaixadores 2018, concorrendo com 23 mil inscritos.

Ela ficará nos EUA por três semanas visitando locais, frequentando uma escola e aprendendo sobre justiça social. Ao final, terá que desenvolver um projeto sobre o tema para aplicar no Brasil. “Estou muito ansiosa. Vou primeiro a Brasília para reunião no Itamaraty e participar de workshops, além de conhecer o grupo”, comentou. Sobre o projeto, Ingrid garantiu que está “cheias de ideias sobre o tema”.

Edição – O Jovens Embaixadores está em sua 16ª edição e é um intercâmbio estudantil de três semanas nos Estados Unidos. Para inscrever deve-se cumprir algumas exigências. Tais como ser jovens da rede pública brasileira entre 15 e 18 anos (exemplo em sua comunidade), ter excelência acadêmica e conhecimento da língua inglesa.

O programa foi criado pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil em 2002 e o primeiro grupo viajou em 2003. Em 2010 o programa passou a ser reproduzido em todos os países do continente americano e foi criado um programa inverso para jovens norte-americanos representarem os EUA na América Latina. Desde 2003, 517 jovens brasileiros já participaram do programa.

Fonte: PMV




Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome