Hemocentro da Unicamp é referência na região de Campinas — Foto: Antonio Scarpinetti / Unicamp

O Hemocentro da Unicamp, em Campinas (SP), registrou baixa de 21% nas doações de sangue entre a última semana de 2018 e a primeira quinzena deste ano, no comparativo com mesmo período anterior, de acordo com o diretor do setor de coleta, Vagner de Castro. Com isso, a unidade faz um alerta sobre o risco de reflexos, sobretudo por causa de estoques dos tipos O+, O-, A+ e A-.

“Este ano foram 3.160 bolsas de sangue, enquanto entre a última semana de 2017 e a primeira quinzena do ano passado foram 4 mil. Não estamos tendo problemas de desabastecimento, não houve nenhum impacto em termos de suspensão de cirurgias, mas é preciso deixar as pessoas conscientes para fazermos um estoque para o período do Carnaval”, destaca o médico.

Segundo ele, há um alerta em especial para os quatro tipos de sangue porque eles abrangem 85% da população. Os estoques de AB+, AB-, B+ e B- são considerados estáveis pela unidade.

“Não tivemos reflexos porque o consumo foi menor por enquanto. Ano passado ocorreram mais doações, mas tivemos reflexos em alguns procedimentos”, lembra Castro. Referência para a região de Campinas nas áreas de hematologia e hemoterapia, o Hemocentro da Unicamp atende população estimada em 6 milhões distribuída em aproximadamente 120 municípios.

Clique para saber mais: Hemocentro Unicamp

Pontos de doação

  • Hemocentro da Unicamp – de segunda a sábado, das 7h30 às 15h
  • Endereço: Rua Carlos Chagas, 480, Cidade Universitária;
  • Hospital Municipal Dr. Mário Gatti – segunda a sábado, das 7h30 às 14h
  • Endereço: Avenida Prefeito Faria Lima, 340, Parque Itália;
  • Hospital Estadual de Sumaré – de segunda a sábado, das 7h30 às 12h
  • Endereço: Avenida da Amizade, 2.400, Jardim Bela Vista;
  • Santa Casa de Piracicaba/Hemonúcleo – de segunda a sexta, das 7h30 às 13h
  • Endereço: Avenida Independência, 953, Alto;

Fonte: G1/EPTV

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome