Por João Pozzuto

O louco mundo em que vivemos.

Este mundo em que vivemos é bem louco mesmo. Primeiro porque tem gente que entende que somente ele é o certo. Vive dizendo que todo político é corrupto, que nenhum serve, pois pedem o voto e depois somem, só que escolhem logo no primeiro pleito, um que tem este perfil. Outros vendem o voto sem nenhum pudor. Quem é o corrupto neste episódio? O eleitor, ou os dois?

O número de veículos só cresce em todos os municípios, com isso os idosos e os deficientes físicos recebem por lei o direito de terem um ponto onde deixem seus veículos sem que necessitem percorrer longos trechos. O triste é ver um condutor sem ser um destes dois que me referi, sem nenhum escrúpulo, infringir este direito e preencher estes pontos primeiro que os idosos e deficientes, como se ninguém estivesse vendo. Incrível isto, como é que pode? Poucos ferem o que foi decidido por lei, o que é bom, podendo ser pior, se muitos outros o fizessem, felizmente este índice é pequeno.

Os conflitos que vem ocorrendo no mundo por motivos religiosos como sempre, e nos mesmos moldes desde o inicio dos tempos, feriu, fere, e tirou muitos seres inocentes do nosso convívio, pois vem crescendo o número de mortos; isto tudo tem que ter um fim. É preciso que todos nós repudiemos veementemente quem vem seguindo e insistindo com este terror.

No que diz respeito sobre os bichos no nosso convívio, melhorou bem hoje, sim, eles recebem um conforto melhor e vivem melhor. Os Bóbes e os felinos de um modo específico sofrem menos do que em outros tempos, o que é muito bom de se ver, sentir, e viver junto com eles. Eles merecem, pois divertem estes seres, mesmos os inescrupulosos e os inconscientes.

Nossos rios sofrem, muitos deles simplesmente morrem secos, e o pior, é que tem regiões em que o líquido precioso deixou de vir dos céus. O Homem tudo fez nestes séculos no sentido de hoje ser deste jeito. Incrível como insistem em destruir o mundo em que vivemos, o nosso mundo, o mundo deles próprios. Tremendos imbecis! Preocupem-se, preocupem-se! Sempre ouvi dizer isto desde pequeno, e o que vemos hoje? Conflitos, mortes, erros, ódio. Esquecimento. É triste dizer isto, é triste viver isto.

Por isso leitores deste site eu vos digo o seguinte:

Estudemos, brinquemos, depois bebemos, lógico que sempre com controle. O momento é este, o mundo vive um período tenso e temos que seguir em frente, pois este é o nosso meio, o nosso ponto, o nosso pequeno ponto em nosso redor, e que nos foi entregue no momento em que surgimos nele.

Este mundo é lindo, nós somos lindos. Deixemos de nos envolver com o que de ruim existe que tudo tende ser do jeito que precisemos, do jeito que queremos, do jeito que merecemos.

Tem um dito do povo que diz o seguinte: De médico e louco todo mundo tem um pouco(rsrs).

E você, tem?

Eu tenho.

EM TEMPO: Foi difícil, porém consegui escrever este texto sem o emprego do que me propus no título do mesmo, como você pode perceber. Consegui. Tente que você consegue, do mesmo modo que eu consegui.

O valinhense João Pozzuto é autor do livro “Do Outro Lado do Balcão”.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome