O DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) iniciou nesta segunda-feira (15), em parceria com a Prefeitura de Valinhos, o trabalho de limpeza e desassoreamento da lagoa do Centro de Lazer do Trabalhador (CLT) de Valinhos.

O investimento será de R$ 1 milhão e a expectativa é de que a obra esteja finalizada em 90 dias. O Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) e a Secretaria de Mobilidade Urbana da cidade estão envolvidos nos trabalhos.

Parte da pista de caminhada e ciclovia será interditada para garantir a segurança dos frequentadores do parque, mas dois terços delas continuarão abertos para a prática de atividades físicas.

A obra vai ampliar em 50% a capacidade de armazenamento de água da lagoa, aumentando a capacidade de abastecimento da cidade em 20%. As máquinas que começam hoje os trabalhos vão remover 27 mil metros cúbicos de sedimentos depositados no fundo da lagoa.

O prefeito Orestes Previtale (PSB) disse que a obra é uma das mais importantes já realizadas para ampliar a capacidade de abastecimento no município. “Esse é um trabalho fundamental para a qualidade de vida na cidade e que precisava ser feito havia mais de 15 anos”, afirmou.

Segundo o presidente do Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) Pedro Inácio Medeiros, a represa do CLT nunca passou por limpeza e a situação da reserva é considerada crítica. “Em vários pontos, a represa tem 20 centímetros de profundidade. Após a conclusão das obras, ela terá 2,5 metros em toda sua extensão, o que garante maior autonomia de abastecimento”, explicou.

Francisco Eduardo Loducca, Superintendente do DAEE, destaca que “além de ser um polo de lazer e turismo, a lagoa tem um papel importante no abastecimento de parte do município. O desassoreamento vai contribuir para aumentar a capacidade de armazenamento de água bruta”.

Fonte: PMV

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome