Um adolescente pilotando uma bicicleta motorizada provocou um acidente com uma moto, ocupada por duas mulheres, na tarde da segunda-feira (11), no bairro dos Manacás, em Valinhos. A condutora da moto sofreu ferimentos leves e foi conduzida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O adolescente teve escoriações e não precisou de atendimento médico. Em função da falta de legislação adequada, a bicicleta não foi recolhida, mas os pais do menor ficam à disposição da polícia para esclarecimentos futuros.

A ocorrência foi registrada na Rua Vitória Regia, quando um menor de 15 anos passou pelas ruas do bairro sem parar, atingindo em um cruzamento a moto, conduzida por uma mulher, com sua filha de 18 anos de carona. As vítimas receberam os primeiros socorros de um bombeiro civil, que passava pelo local e acionou a Guarda Civil Municipal (GCM) de Valinhos.

Com escoriações e dores na região lombar e pés, a condutora da moto foi atendida na UPA e depois conduzida à delegacia com o adolescente. Na delegacia, a bicicleta motorizada foi entregue aos pais, que terão de responder quando acionados pela delegacia para esclarecer a motivação de o menor circular com a bicicleta motorizada.

Apesar de não haver legislação específica para autuações ou apreensões, em casos semelhantes os pais podem responder por periclitação da vida, ao permitir que seus filhos menores pilotem as bicicletas motorizadas, assumindo as responsabilidades. Nesse caso, os pais podem responder criminalmente por lesão corporal promovida pelo filho menor de idade.
 

1 Comentário

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome