-publicidade-

Trabalho dos fotógrafos Tomás Cajueiro e Marcel Pazinatto traz imagens e histórias de 50 valinhenses

Quem é o brasileiro?

É com a resposta para essa pergunta que o projeto Retratos Brasileiros pretende contribuir. Viajando pelo Brasil e pelo exterior desde 2014 em busca de brasileiros e suas histórias de vida, o projeto tem criado um acervo de imagens e histórias que traz à tona a diversidade e riqueza de culturas que tão fortemente caracterizam o nosso país.

-publicidade-

Em 2017 foi produzida uma série especial dentro do Estado de São Paulo, com 1600 imagens e relatos de pessoas de todos os cantos do estado. As histórias foram publicadas no  site do projeto http://retratosbrasileiros.com/  e redes sociais e também deram origem a um livro e a uma série de exposições que passou por diferentes cidades do estado.

Agora é a vez de Valinhos receber a exposição. Mas não é uma exposição qualquer, não a mesma exposição que passou pelas outras cidades. Valinhos será a única cidade a receber uma exposição especial na qual todos os personagens fotografados são valinhenses. A série Retratos Valinhenses é, portanto, uma singela homenagem à cidade na qual o idealizador do projeto, Tomás Cajueiro, cresceu e viveu por tantos anos.

A série foi produzida com o fotógrafo Marcel Pazinatto e a exposição é parte das festividades de São Sebastião e estará aberta ao público de 12 a 28 de janeiro no Salão Paroquial da Igreja Matriz. No dia 12, as 19.30, teremos uma abertura com degustação da Little Valley, cerveja de figo roxo da Mafiosa Cervejaria.

Também no dia 12 os visitantes poderão adquirir uma cópia do livro Retratos Brasileiros mais uma lata da cerveja Little Valley por apenas R$ 35,00.

Como nasceu o projeto

Entre os anos de 2007 e 2010, Tomás Cajueiro sete lagoano (MG) de nascimento, mas valinhense  de criação,  graduava-se bacharel em ciências da comunicação pela Universidade para Estrangeiros de Perugia (Itália).

Foram anos de estudo sobre questões de linguística e semiótica que impactaram profundamente a relação do fotógrafo com a fotografia. Estudou jornalismo com ênfase em questões relacionadas a aspectos teóricos sobre a formação de identidades e a relação entre o jornalismo e a formação de opinião pública. Ao terminar a graduação transferiu-se para Lagos, Nigéria, com o objetivo de trabalhar como voluntário em uma instituição não governamental. Foi na África que as coisas começaram a mudar e a fotografia de Cajueiro começou a ganhar mais corpo e maturidade. Em Lagos teve a oportunidade de viver – e fotografar – a vida cotidiana da maior metrópole Africana.

A experiência aumentou o interesse pelos processos históricos que criam a percepção que um povo tem de si mesmo. De Lagos, Cajueiro partiu para o Reino Unido, onde formou-se mestre em Ciências Politicas pela Universidade de Manchester com uma pesquisa sobre questões relacionadas ao jornalismo e a formação de identidades nacionais. E foi justamente dessa pesquisa que a pergunta “O que é o brasileiro?͟”  ficou tão latente na cabeça do fotógrafo e motivou a criação do Retratos Brasileiros. Desde então se envolveu em diferentes projetos de fotografia autoral.

Marcel Pazinatto é engenheiro com experiência na área de microeletrônica e telecomunicações, pesquisador, e tem como estudo e hobby o montanhismo e o radioamadorismo, além de atuar na área de preservação histórica e leitura iconográfica. Na área fotográfica atua com fotojornalismo, arte e vem desenvolvendo trabalhos com a união de poesia e fotografia.

Informações:

Local: Salão Paroquial – Igreja Matriz São Sebastião ( Rua Padre Manoel Guinot, 74 –Centro / Valinhos)

Horário: segunda a sexta, das 08 as 17; sábados e domingos das 17 às 24

Abertura: dia 12 às 19h30 com degustação da Little Valley e autógrafos do livros do Retratos Brasileiros.




Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome