A Orquestra Jazz Sinfônica de Valinhos é atração da 70ª Festa do Figo e 25ª Expogoiaba no dia 27. Uma das mais expressivas manifestações culturais de Valinhos, a Festa abre seu palco para uma nova grande expressão cultural do Município, a Jazz Sinfônica. O concerto é baseado no repertório que marcou a estreia da orquestra, em novembro passado, com referências à colônia italiana, à vida rural e ao ilustre valinhense Adoniran Barbosa, alter ego de João Rubinato, que carregou sua produção artística com o italianismo de sua ascendência.

O maestro Marcelo Santos explica que o programa do concerto da orquestra na Festa do Figo é baseado na tríade “a terra, o povo e Adoniran”. “A apresentação vai exprimir não só a música que representa esses três importantes elementos, mas também mostrar ao seu público as inúmeras possibilidades que uma orquestra desse porte possui”, disse Santos.

O programa tem três pilares básicos. “Terra Valinhos” homenageia a vida rural da cidade, que é também a história de Festa do Figo, criada a partir da produção da fruticultura do Município para arrecadar fundos para construir a atual Matriz de São Sebastião. A fruticultura ainda é uma expressiva tradição cultural de Valinhos.

“A apresentação vai exprimir não só a música que representa esses três importantes elementos, mas também mostrar ao seu público as inúmeras possibilidades que uma orquestra desse porte possui”, disse Santos.

“Merica, merica” costura a relação entre a cultura italiana, a brasilidade e a regionalidade valinhense. Traz temas que integram essas três bases. “Suíte Adoniran”, em três movimentos, reúne canções do célebre compositor valinhense.

Entre esses pilares do concerto, estão obras de Tom Jobim e Gonzaguinha, além de temas de jazz como “My Romance”, de Rodgers e Hart, em arranjos de Marcelo Santos, Albano Sales e Maurício Lima, dedicados à Jazz de Valinhos.

Serviço
Orquestra Jazz Sinfônica de Valinhos
Palco 1 da 70ª Festa do Figo e 25ª Expogoiaba
Domingo, 27 de janeiro de 2019
10h

Ficha Técnica
Regente – Marcelo Santos
Violinos – Acauan Normanton, Cláudio Gatto, Stefany Silva, Luciane Garcia, Bruna Muraro, Marina Gama
Violas -Thales Hashiguti, Bruno Geremias
Violoncelos – Rafael Corrêa, Ana Clara Alves
Contrabaixo – Daniel Machado
Flautas – Giovanna Colussi, Claudia Piva
Clarinetes – Handemberg Silva, Rafael Nini
Sax alto – Marcelo Valezi
Sax tenor – Vinícius Corilow, Bruno Cabral
Sax barítono – Eduardo Furtado
Trompas – Osmar da Silva Junior, Adriano V. da Silva
Trompetes – Nélio de Mesquita, Adriano Liberato
Trombone tenor – André Marinho
Trombones – Héllio Couto, Felipe Coelho
Piano – Juninho Musselli
Guitarra – Gabriel Bertuol
Baixo Elétrico – Andres Zuñiga
Bateria – Zeca Vieira
Percussão – Vinícius Granado
Conselheiros – Professor Albano Sales, Professor José Luís, Professor Rone Cézar, Flávia Montagnero

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome