Dupla é acusada de vender terrenos que não lhes pertenciam. Área localizada no São Marcos foi loteada e sete terrenos foram vendidos por R$ 65 mil cada um.

A Polícia Civil de Valinhos prendeu pai e filho por estelionato, na manhã desta quarta-feira (21). Os indivíduos são suspeitos de vender terrenos pertencentes a outras pessoas como se fossem deles. Ao todo 16 vendas foram feitas, sendo que  uma área localizada no São Marcos foi dividida em em sete terrenos  e cada um  vendido a R$ 65 mil.

A ação da Polícia Civil resultou num flagrante realizado num restaurante localizado na Rodovia Anhanguera (SP-330), em Louveira. Alertados  por uma das vítimas, os policiais surpreenderam a dupla no momento exato em que faziam mais um “negócio”.

Segundo a Polícia Civil de Valinhos, o caso já vinha sendo investigado e Celso Eduardo José Giardello, o filho, e Sebastião Celso Giardello, 65, o pai, já estavam arrolados em outros  nove inquéritos, além das denúncias de venda de falso loteamento.

Os seis compradores de terrenos na área loteada no São Marcos, bem como o  verdadeiro proprietário do imóvel só tomaram conhecimento do estelionato do qual foram vítimas após a prisão da dupla suspeita.

De família conhecida em Valinhos, os suspeitos residiam atualmente em um bairro de luxo na capital paulista.

3 Comentários

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome