De braços estendidos, pai reza em frente ao hospital onde o filho está internado devido à Covid-19 — Foto: Ricardo Custódio/EPTV

Orações são feitas pelo servidor público Jairo Justino em frente à unidade hospitalar onde o filho, Daniel, está em tratamento desde 22 de julho. “É meu ato de fé”, relata.

Diariamente, o servidor público Jairo Justino, de 54 anos, sai de sua casa e percorre 6,7 quilômetros de bicicleta até o Hospital Santa Ignês, em Indaiatuba (SP). Quando chega em frente ao prédio da unidade de saúde, estende os braços, fecha os olhos e faz uma oração para pedir a recuperação do filho, que está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com Covid-19. O roteiro se repete há cerca de um mês e, após a reza, Justino retorna para casa.

A rotina de fé do servidor público é dedicada a Daniel, que tem 27 anos e está no Santa Ignês desde 22 de julho. O pai relata que rezava em casa, mas decidiu ir para frente do hospital quando sentiu vontade de estar perto do filho, algo que os 13,4 quilômetros diários percorridos de bicicleta são insuficientes para impedir.

“Venho todos os dias, faça chuva, sol ou feriado. Estaciono minha bicicleta, faço minhas orações e, depois, volto para casa cantando. É meu ato de fé, um jeito de pedir que Deus tome providências sobre a vida do meu filho”, conta Justino.

O gesto foi percebido pelos funcionários do hospital, que postaram um foto na internet. A imagem rapidamente viralizou. “Todos que estão aqui no hospital, toda a equipe, nós ficamos muito emocionados com esse gesto porque a fé ajuda no tratamento”, afirmou a coordenadora de enfermagem, Débora Bezerra.

Reencontro pela janela

Daniel chegou a ficar em estado gravíssimo, entubado por 30 dias, já que teve o sistema respiratório comprometido pela Covid-19, mas apresenta melhora no quadro de saúde, segundo o pai. “A recuperação dele até me surpreendeu, e eu a atribuo à fé”, comemora.

Veja a reportagem completa no G1

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome