Após reportagem sobre “indústria da multa” veiculada na Rádio Bandeirantes, Câmara Municipal de Valinhos questiona situação dos radares.

Em ofício encaminhado ao Prefeito Orestes Previtale Junior (DEM), a Câmara de Valinhos questionou nesta semana uma posição oficial da Prefeitura sobre a denúncia que a Rádio Bandeirantes veiculou sobre uma suposta indústria da multa em diversas cidades de São Paulo, entre elas Valinhos. No ofício encaminhado pelo Executivo, assinado pela presidente Dalva Berto (MDB) em nome dos vereadores, é sugerido ao Prefeito, inclusive, que cancele eventuais contratos existentes com a empresa Cobrasin, bem como o cancelamento das respectivas multas.

A presidente da Câmara, vereadora Dalva Berto (MDB)

“A população tem o direito de saber se a denúncia da reportagem procede. Enquanto fiscalizadores e representantes da população, temos a obrigação de proceder com ações como esta, que visam a transparência, responsabilidade e respeito aos cidadãos valinhenses”, afirma a Presidente Dalva Berto.

A Rádio Bandeirantes veiculou uma reportagem sobre um suposto esquema de favorecimento para emissão de multas nas cidades, popularmente chamado de Indústria da Multa, por parte da empresa Cobrasin. A reportagem cita, inclusive, que a empresa teria contrato com várias cidades do Estado de São Paulo, entre elas Valinhos.

Após a reportagem desta semana, os vereadores têm recebido ligações, e-mails e até mesmo sendo abordados nas ruas com cobranças sobre a situação. No ano passado, inclusive, a Câmara foi espaço de muitas discussões, requerimentos e debates sobre o número de radares implantados na cidade e, até mesmo, o limite imposto em alguns equipamentos, inclusive resultando em diversas reclamações da população que levaram à Prefeitura a mudar o limite de velocidade em alguns locais, incluindo o cancelamento das respectivas multas.

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome