O gongo toca por três vezes. É o sinal. O grande desafio consiste em manter a atenção na respiração…

Por Alexandra Langoni Dias 

Hora de observar a respiração e adequar para que ela não seja curta e rápida, mas profunda, abrangente e tranquila. Uma vez alcançada uma respiração assim, apenas seguimos contando “um” para a inspiração e “dois” para a expiração. Antes de exalar todo o ar, seguramos cinco segundos no “fundo da barriga” e em seguida exalamos totalmente.

O grande desafio consiste em não se distrair pensando outras tantas coisas, mas manter a atenção na respiração.

A coluna tem que ser mantida ereta, mãos sobre as coxas e olhos semiabertos para garantir a atenção plena.

Falar de meditação é necessariamente falar de respiração. Mesmo que exista uma infinidade de maneiras de meditar e também de respirar. As duas coisas são inseparáveis, variando apenas na forma de combiná-las.

A técnica que você vai encontrar nos Retiros de Meditação do Recanto Zen Santa Maria, dirigido pelo Padre e também psicólogo Isao Yamamoto é a Zazen.

Apostando na simplicidade do estilo, Isao é praticante desde a década de 80 e promove a disseminação desse conhecimento através dos Encontros que acontecem mensalmente no Recanto. No último dia 09 aconteceu o de número 86º. O último de 2017.

Os participantes chegam cedinho, às 8h30 para um café caseiro que vai garantir energia para as rodadas de meditação. E acredite, gasta-se bastante energia ao meditar! Tudo no local expressa carinho. Desde a harmonia da natureza, numa diversidade de árvores, flores, pássaros, tudo cercado pela Serra dos Cocais, até a decoração rústica com avisos de segurança espalhados pelos locais estratégicos. O olhar atento de quem dedica a vida ao bem estar do próximo em todas as atividades que promove.

O Recanto Zen Santa Maria fica na Estrada dos Jequitibás, que liga Valinhos a Itatiba, no quilômetro 3,4.

Depois do café descemos para um alongamento rápido no pátio que fica de frente para a Serra dos Cocais, neste trecho em especial polvilhado de pedras redondinhas como cabeças de frades reunidos para um banho de Sol matinal.

Esticamos o corpo e agora sim, todos para a sala de meditação.

Nos acomodamos em posição adequada, sob as orientações do Padre Isao.

Três badaladas, silêncio absoluto, olhos entreabertos afixados em nada especificamente. Respiração profunda, coluna ereta. Pensamentos virão, deixe que partam. Sem dar muita atenção a eles, esvazie a mente e volte a atenção para a respiração, sempre que preciso. Sem conflito, apenas permitindo que esse momento seja de fato um exercício de persistência e desapego. Vinte minutos depois, outro gongo soa. Dessa vez apenas um toque. Hora de levantar, e, ainda em silêncio caminhar pelo pátio em fila indiana, para então regressar ao posto de meditação e recomeçar mais uma rodada de vinte minutos.

Olho para o Ikebana, um arranjo de flores preparado com tanto capricho que era possível se emocionar só ao nota-lo. Mais tarde soubemos que, em homenagem ao natal, o Ikebana preparado por Isao reunia o fruto, na forma de pequenas pinhas, uma cacho de flores e sementes de pau-brasil. Japão, e Brasil ali, colocados delicadamente num vaso próprio para esta arte, um presente de amigos holandeses.

Seguimos em frente por mais três rodadas de vinte minutos, com direito a lanchinho no intervalo, de novo sob o olhar das pedras simpáticas e encerramos as atividades com frutas frescas e um lanche de confraternização.

Em nossas apresentações pessoais, percebemos que a maioria dos participantes eram professores, ativos ou aposentados. Éramos católicos, budistas e agnósticos compartilhando nossa manhã em busca de nós mesmos e de paz.

Ao final, o dia ensolarado ficou ainda mais cheio de luz dentro de cada um de nós, agora aptos a praticar o nosso aprendizado desta manhã nos dias que virão, nas nossas atividades cotidianas, na vida como ela é.

Mesmo sendo a meditação um caminho a se percorrer sozinho, como a própria vida, que chega e parte individualmente, compartilhar momentos como estes encontros nos permite, além de nós mesmos, exercitar a humanidade. O nosso compromisso em ser o melhor que der. Silenciar para nós, mas também para outro, compartilhando, muito além de um mesmo espaço, uma intenção comum, a de um mundo bom.

Mais detalhes:

Os retiros de meditação acontecem mensalmente. Acompanhe as datas pela fanpage: Recanto Zen Santa Maria

O Recanto Zen Santa Maria fica na Estrada dos Jequitibás, que liga Valinhos a Itatiba, no quilômetro 3,4.

O próximo retiro será no dia 13 de janeiro. Das 8h30 às 12h30, quando é servido um almoço feito no próprio local. A contribuição pelo retiro é separada do valor do almoço.

As inscrições devem ser feitas pelos telefones (19) 3829-0668 ou 99123-2478

No local também são vendidas mudas de Palmeiras-imperiais, Pau-brasil, bambu e outras espécies.

 




Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome