Os motoristas de Valinhos que circulam pela Rodovia D. Pedro I devem ficar atentos para uma interdição que será feita pela Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela administração do Corredor Dom Pedro, e que promete causar transtornos a partir da próxima segunda-feira (29/4).

A pista expressa da rodovia será fechada em Campinas, nos dois sentidos, entre o trevo da Rodovia Adhemar de Barros (Campinas-Mogi) e o Galleria Shopping. Com isso, todo o trânsito será desviado para as marginais, o que deve provocar congestionamentos e lentidão em diversos momentos do dia, especialmente nos horários de pico (início da manhã, final de tarde e começo da noite).

O objetivo dos bloqueios é a execução da última etapa das obras de remodelação e adequação dos trevos Galleria e Carrefour, com a recuperação e o alargamento de outras três obras de arte especiais. Será necessário o bloqueio total da pista expressa, nos dois sentidos, entre os km 131 e 134. Até o fim do ano, o tráfego na região será desviado para as pistas marginais.

A orientação da Rota das Bandeiras é que os motoristas de Valinhos busquem caminhos alternativos, evitando a D. Pedro no período da interdição e especialmente nos horários de pico. As alternativas seriam a utilização da Rodovia Francisco Von Zuben (pelo Carrefour Valinhos) ou ainda a Rodovia Anhanguera, dependendo da localização do motorista e do destino em Campinas.

É possível ainda aos motoristas de Valinhos utilizar a Av. Mackenzie, em Campinas (trevo da Leroy Merlin) tanto para entrar como para sair de Campinas. Nesse caso, o restante do trajeto que normalmente era feito pela D. Pedro seria finalizado por dentro da cidade vizinha.

O desvio

O bloqueio na pista expressa é necessário para a demolição das antigas estruturas dos viadutos nos trevos Galleria e Carrefour, além do alargamento e recuperação de outros três viadutos. A Rota das Bandeiras fará o investimento total de R$ 40,3 milhões nestas obras.

O desvio será realizado em três etapas: no dia 29, às 14h, será fechada a agulha para quem está na marginal norte (sentido Anhanguera) e deseja acessar a pista expressa, na altura do km 131. O trânsito será mantido tanto na expressa quanto na marginal; na quinta-feira, dia 2/5, haverá o desvio da pista expressa para a marginal. A partir desta data, o tráfego sentido Anhanguera ocorrerá somente pela marginal no trecho entre os km 131 e 134; por fim, no dia 14/5, será implantado o desvio na pista sul (sentido Jacareí), no mesmo trecho, com todo o tráfego circulando exclusivamente pela marginal.
“Haverá lentidão na região em obras. O tempo médio de percurso será acrescido em 20 minutos nos horários de pico. Por isso, orientamos os motorista que evitem, se possível, a região. A opção de desvio irá depender muito do destino do motorista em Campinas, mas o município tem a vantagem de ser servido por importantes vias” explica o gerente de Comunicação da Rota das Bandeiras, Stephan Campineiro.

Por conta da complexidade do desvio – o mais importante desde o início da Concessão, em 2009 – a Ccncessionária tem se reunido desde o início de abril com moradores e responsáveis pelos principais empreendimentos da região, além de órgãos responsáveis pelo transporte público, como Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) e EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano). A intervenção tem aprovação da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

A empresa informa ainda que, com objetivo de minimizar os transtornos e realizar as obras no menor tempo possível, haverá cinco equipes de trabalho, uma específica para cada intervenção, com trabalhos em dois turnos, inclusive à noite.

“A região reúne importantes polos geradores de tráfego e tem um volume médio diário de 125 mil veículos. A obra irá causar impacto no tempo de percurso dos motoristas, inclusive na  viagem dos ônibus do transporte público. Por isso, peço antecipadamente desculpas e a compreensão aos usuários, mas esta é uma intervenção indispensável para conclusão das obras de melhoria na rodovia. A partir do final do ano, o usuário vai encontrar condições ainda mais seguras e confortáveis para realizar sua viagem neste trecho da D. Pedro I”, completa Campineiro.

“Iniciamos o planejamento para esta intervenção ainda no ano passado. Foram analisadas diversas possibilidades, com estudos de microssimulação do tráfego. Nosso foco primordial é a segurança dos usuários e dos operários. Toda a região receberá sinalização especial, inclusive para o período noturno, e reiteramos a necessidade de respeitar o limite de velocidade no trecho, que será reduzido para 60 km/h neste trecho das marginais”, diz o gerente de Engenharia da Concessionária, Silvio Godoy.

Quando concluídos, os novos dispositivos trarão mais segurança e conforto aos usuários, com ampliação das rotas de acesso aos bairros e eliminação dos pontos de lentidão na rodovia. A remodelação dos trevos são obras complementares à construção das marginais da D. Pedro I. A rodovia tem passado por uma transformação nos últimos anos para atender à demanda de tráfego da região.

“O novo trevo do Carrefour, no km 133, terá duas faixas por sentido, facilitando o deslocamento na região do Parque Imperador. Já o trevo Galleria, no km 131, passará a ter todos os movimentos contemplados, conectando os dois sentidos da rodovia à avenida Carlos Grimaldi, criando uma nova rota à região do Taquaral”, completa Godoy.

Os motoristas que desejarem mais informações sobre a obra poderão entrar em contato com a Rota das Bandeiras por meio do telefone 0800-770-8070. A ligação é gratuita e o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) funciona 24 horas.

Fonte:PMV

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome