Foto: Reprodução Câmara Municipal de Valinhos

O Prefeito Orestes Previtale (PSB) reenviou à Câmara dos Vereadores um projeto de lei que visa alterar o Código Tributário Municipal que, na prática, eleva o valor de tributos. O chefe do executivo valinhense já havia enviado ao legislativo anteriormente proposta semelhante,  que acabou sendo retirada da discussão após mobilização das entidades representativas do comércio, indústria e de serviços.

Desta feita, no entanto, a proposta exclui as alterações na planta de valores para cálculo do IPTU e abrange, tão somente, taxas e serviços.

Entidades reclamam da falta de diálogo

Representantes dos comerciantes disseram ao Pé de Figo, nesta segunda-feira(5), que o prefeito Orestes não cumpriu a promessa de ampliar a discussão para elaboração da proposta, conforme o acordo firmado em reunião  com as entidades representativas do setor.

Participaram daquela reunião Emerson Ferrari, presidente da Associação Comercial e Industrial de Valinhos (ACIV); Errol Wilson Santos, da União do Comércio de Valinhos; Hélio Bortoletto Jr, da Associação dos Engenheiros, e Fernando Antônio Forgerini, da Associação dos Empresários de Valinhos (AEVAL).

“O momento não é de aumentar impostos”

Para o representante da União do Comércio de Valinhos, Errol Wilson Santos, o momento de crise pela qual passa a economia não é adequado para nenhuma elevação de impostos e taxas.

Segundo Santos, os representantes do comércio, indústria e serviços de Valinhos já fazem nova mobilização junto aos vereadores para tentar impedir a majoração de taxas embutida no Projeto de Lei.

 

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome