Indignados, usuários organizam protestos e denúncia ao MP

Dezenas de usuários da Avenida Antonio Bento Ferraz, no Bairro Country Club, em Valinhos, se mobilizam indignados com as autuações recebidas nos últimos dias aplicadas pela Secretaria da Mobilidade Urbana da Prefeitura, por trafegarem acima dos 40km/hora, flagrados pelo radar.

Segundo os moradores da região que utilizam a via diariamente para locomoção ao trabalho e escola dos filhos, aquele “radar é diabólico, uma pegadinha, escondido atrás de uma curva e não cumpre o objetivo de orientação do trânsito, mas, tão somente, ao abuso de uma verdadeira indústria de multa”.

Camila Pucci da Silva, Marta e Rogério Lazaro, colecionam dezenas de multas no local e já marcaram uma oitiva com o representante do Ministério Público para esta semana, denunciando que o radar começou a funcionar antes que a sinalização fosse instalada.

Munidos de uma cópia da Resolução nº 396, de 13/12/2011, do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN, destacam que o § 2º, artigo 4º, determina que o radar deve ser instalado justificadamente por estudos que venham “comprovar a necessidade de controle ou redução do limite de velocidade no local, garantindo a visibilidade do equipamento”, o que não ocorre neste caso pois, segundo os usuários, ” o radar fica escondido atrás da curva, sem que  tenha havido antes uma ampla divulgação de sua instalação no local.”

Há relatos de motoristas que receberam 5,10, 15 até 20 autuações no local.

“Não houve anúncio da nova política de velocidade”, reclama outro motorista

Outro usuário manifestou-se de forma indignada num comentário em matéria anterior do Portal Pé de Figo:

“Sou usuário e esta conversa é uma grande falácia, não havia placas no local, quando teve início, além do mais o radar fica depois da curva impedindo a visibilidade, regra do CONTRAN da obrigatoriedade da visibilidade, não houve anúncio de nova política de velocidade com radar e que dia isto iniciaria.

Se existe estudos cadê estes documentos?

Qual o objetivo deste radar? Visto que não há histórico de acidentes que justificasse a colocação do aparelho, a não ser que seria uma possível fuga de pedágio como a administração deixa bem claro, visto que para ela o pedágio está localizado no município gerando receita para a cidade, e este é o foco principal.Se é tão necessário, porque não foi instalado antes da curva, buscando uma melhor visualização dos usuários, e assim atingindo o tal dos objetivos da administração?

Temos um grupo de várias pessoas que tomaram multas no início desta branda trapalhada e elas demonstram que esta velocidade aí dita é outra mentira, todos têm multas entre 45 a 55km horas e não de grandes velocidades, primeiro porque a situação da pista está em  estado deplorável, não permitindo velocidades acima de 60km, e temos várias lombadas pelo percurso, esta pista está abandonada faz muito tempo, quem passa por lá ou conhece sabe bem como tudo acontece em dias de chuva.

Radar maldoso, tipicamente estranho, mas estamos à disposição para esclarecer tudo como realmente foi.”

Grupo do WhatsApp e manifestação em frente à Prefeitura de Valinhos

Dezenas de usuários já se organizam através de um grupo no WhatsApp para juntos encaminharem recursos, denúncias de abuso nos contatos com a Secretaria de Mobilidade Urbana e não descartam a realização de uma manifestação de protesto para os próximos dias em frente à Prefeitura de Valinhos.

As pessoas interessadas em mais detalhes podem procurar por Marta através do telefone 19 99689 2284.

 

 

1 Comentário

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome