Nos últimos dias, Valinhos tem discutido – ou tentado discutir na medida em que o processo engessado permite – a revisão de seu Plano Diretor, com quatro anos de atraso. E eu tive a chance de participar, inclusive explanando minhas opiniões, em algumas das atividades voltadas à participação da sociedade civil (spoiler: a participação ficou bem aquém do que se espera). E a quem participou e ouviu os munícipes apaixonadamente bradando por uma cidade mais eficiente, pôde claramente destacar, dentre outros, um ponto de interesse comum: a exploração do potencial turístico da cidade.

Não sou nascido em Valinhos, e estou por estas bandas há quase 8 anos, mas em toda a minha juventude passada em Campinas, sempre achei Valinhos a cidade mais bonita da região. Quando passava pela Rodovia Magalhães Teixeira, ficava sempre maravilhado com estas terras acidentadas, e a serra ao fundo a emoldurando. Está aí… um dos potenciais turísticos de Valinhos é sua já presente beleza natural, que, esperamos, não seja esgotada pelo avanço dos condomínios.

-publicidade-

E a beleza natural é com certeza um dos maiores atrativos que os turistas mais procuram quando traçam seus roteiros, e com certeza é um dos motivos que trouxe tantos para aqui morar. Mas obviamente, apenas ser uma cidade bonita por natureza não é suficiente para atrair visitantes, quando falta a estrutura para recebê-los. O avanço do turismo deve ter como predicado um desenvolvimento conjunto da cultura, das artes, do comércio e dos serviços. Quem negaria que busca isto em seus passeios?

No entanto, nestes anos que moro aqui na terra do figo, percebi que sempre que seus moradores conseguem tirar um tempinho para um passeio, a primeira cidade que descartam é a própria Valinhos. Uma cidade que pretende-se turística deve começar pensando em como se tornar atrativa inclusive para seus moradores.

Deixo então a questão aos leitores: o que você acha que falta para Valinhos ser mais atrativa para você usufrui-la?

1 Comentário

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome